Acessórios industriais para a organização de estoques

Confira dicas básicas para não se perder no controle da sua indústria

Independentemente do tamanho na empresa, o controle de estoque em uma empresa é essencial para a boa gestão dela, afinal, com ele é apurado o movimento de entrada e saída de mercadorias, e, dessa forma, é possível ter informações precisas sobre a demanda que o mercado tem de seu produto, eventuais desvios e também sobre o lucro líquido obtido no final do mês contábil.

Para melhorar a gestão do estoque, boa parte dos empreendedores têm utilizado muitos acessórios industriais que ajudam na organização, entre eles, a paleteira elétrica, peça primordial na organização de uma empresa que precisa lidar com cargas em locais com pouca mobilidade. Veja algumas ferramentas importantes para o sucesso do seu controle:

Paleteiras

É importante contar com infraestrutura e materiais adequados na organização do estoque. A movimentação de materiais em grande quantidade ou muito pesados deve ser feita utilizando ferramentas adequadas como as paleteiras. Elas têm como principal função fazer o deslocamento de materiais e existem em três tipos:

  • Manual

É a opção mais barata, mas também a que exige maior esforço físico do operador, já que é totalmente controlada por ele, não possuindo nenhum tipo de mecanismo de movimentação.

  • Manual Hidráulica

Tem funcionamento parecido com o da paleteira manual convencional, mas seu mecanismo hidráulico facilita o trabalho do operador e diminui o esforço realizado durante a operação.

  • Elétrica

A paleteira elétrica é o modelo mais moderno e também o que possui o custo de compra mais elevado, já que o esforço do operador para pilotá-la é quase nulo. A ferramenta também é conhecida como paleteira hidráulica, transpalete ou carro hidráulico, e é de simples manutenção.

Empilhadeiras

As empilhadeiras são equipamentos destinados a carregar cargas e são divididas, basicamente, em seis grupos: manuais, elétricas, a combustão, a gás, a diesel e portuária. Confira a diferença entre elas:

  • Elétricas

Movidas a energia elétrica armazenada em baterias e recomendadas para locais fechados, pois não emite gases. São muito versáteis e extremamente silenciosas.

  • Manuais

Movidas com força motriz humana, ou seja, todo o esforço é braçal, mas nada sobre-humano. Para movê-la, o operador precisa puxá-la ou empurrá-la. E para elevar a carga, é preciso flexionar uma alavanca hidráulica e a torre se eleva. Sua principal vantagem é o preço.

  • A combustão

Utilizadas mais comumente em pátios, docas, portos etc. São mais robustas e possuem capacidades que podem chegar a até 70 toneladas, e altura de elevação até 7,5 metros. Além destas características, são disponibilizados também vários acessórios que podem aumentar a capacidade, autonomia e adequação a trabalhos específicos.

  • A gás

Possuem elevada capacidade de carga em comparação com as empilhadeiras manuais e elétricas. Possuem boa autonomia e são econômicas em consumo de gás. Porém, possuem manutenção mais cara que as empilhadeiras manuais e elétricas. A desvantagem é que as empilhadeiras a combustão emitem gases e poluentes e não são recomendadas em ambientes fechados, pois pode ser extremamente prejudicial à saúde.

  • A diesel

Possuem maior capacidade de carga e são relativamente econômicas. Recomendadas para trabalhos mais pesados.

  • Portuárias

São as de maior capacidade, pois são usadas para descarregar navios, mover containers inteiros, tanto no carregamento, como no descarregamento.

ERP

O Sistema de Gestão Empresarial (ERP) se tornou muito popular entre as empresas visto que é uma ferramenta capaz de integrar todos os setores e otimizar o fluxo de informações. Ele confere mais agilidade e eficiência aos processos operacionais e administrativos, permitindo que, a partir de um banco de dados centralizado, o gestor cruze e crie indicadores para definir a melhor relação entre oferta e procura. Também é possível manter o estoque equilibrado, com a quantidade de itens necessária para suprir a demanda.

Código de barras

Ele ajuda a padronizar processos para garantir um gerenciamento mais eficiente da cadeia de suprimentos, tornando mais fácil controlar a cadeia comercial, permitindo a identificação dos itens entre diversas empresas e a rotatividade dos lotes que já foram lançados no mercado. A tecnologia favorece o aumento da produtividade e a redução de custos comerciais, logísticos e produtivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *